Cordel do amor Sem Fim, espetáculo premiado terá audiodescrição e Libras em Recife.

 

Flyer colorido do espetáculo “Cordel do Amor sem Fim”. Sobre fundo retangular preto, à direita há uma montagem  com fotografias de alguns momentos do espetáculo: Teresa molha as mãos diante de uma bacia; José encara Teresa; Carminha sorri e enlaça a cabeça de José com o braço; Madalena segura uma faca; Teresa com o rosto de perfil para esquerda sorri suavemente.  À esquerda, logo branca “O poste soluções luminosas”.  Seguida pelas informações da apresentação: Em vermelho “Cordel do Amor sem Fim”. Em branco: “O Amor é o de soltar, o de prender é vaidade”. Em vermelho: texto de Cláudia Barral. Encenação: Samuel Santos.  Em branco: sábado: 20h. Espaço “O Poste”. (Rua da Aurora, 529. Próximo à secretaria de Defesa Social, polícia civil. Esquina da Rua da Aurora com a Princesa Isabel.) Na margem inferior: incentivo logos: Funcultura, Fundarpe e Governo do estado.

No próximo sábado, (12/09)  às 20h, o espetáculo “O Cordel do amor Sem Fim”, com audiodescrição e Libras da VouVer Acessibilidade. A audiodescrição será realizada por Andreza Nóbrega  soba  consultoria de Milton Caravlho e a tradução em Libras por Ernani Ribeiro.

O espetáculo acontecerá em um espaço alternativo no Recife, uma ótima oportunidade para conhecer diferentes possibilidades cênicas.
Local: Espaço “O Poste”. (Rua da Aurora, 529. Próximo à secretaria de Defesa Social, polícia civil. Esquina da Rua da Aurora com a Princesa Isabel.)

OBS: Temos alguns convites para os usuários dos recursos de acessibilidade. Entrar em contato pelo (81)996169216.

Sobre o espetáculo:
Na cidade de Carinhanha, sertão baiano, às margens do rio São Francisco, vivem três irmãs – a velha segredosa Madalena, a misteriosa e dissimulada Carminha e a jovem e sonhadora Tereza, por quem José nutre um sentimento arrebatador e possessivo. Nessa história, Carminha ama José, que ama Tereza, que ama Antônio – um viajante por quem a moça se apaixona, exatamente no dia em que José vai pedi-la em casamento. A trama se desenrola em função do tempo de espera de Tereza pela volta de Antônio, o que interfere na vida dos personagens de forma decisiva.

Audiodescrição| Flyer colorido do espetáculo “Cordel do Amor sem Fim”. Sobre fundo retangular preto, à direita há uma montagem com fotografias de alguns momentos do espetáculo: Teresa molha as mãos diante de uma bacia; José encara Teresa; Carminha sorri e enlaça a cabeça de José com o braço; Madalena segura uma faca; Teresa com o rosto de perfil para esquerda sorri suavemente.
À esquerda, logo branca “O poste soluções luminosas”.
Seguida pelas informações da apresentação:
Em vermelho “Cordel do Amor sem Fim”. Em branco: “O Amor é o de soltar, o de prender é vaidade”. Em vermelho: texto de Cláudia Barral. Encenação: Samuel Santos.
Em branco: sábado: 20h. Espaço “O Poste”. (Rua da Aurora, 529. Próximo à secretaria de Defesa Social, polícia civil. Esquina da Rua da Aurora com a Princesa Isabel.)
Na margem inferior: incentivo logos: Funcultura, Fundarpe e Governo do estado.